Saiba como a startup de perfumaria Amyi cresceu 60% usando programação neurolinguística para conquistar os consumidores

A empresa de Larissa Mota (à esq.) e Luciana Guidi propõe uma experiência olfativa inovadora a seus clientes: ela identifica que emoções cada uma das suas nove fragrâncias desperta em você – e trabalha a venda de um sentimento, não exatamente de um cheiro
Fernanda Lima | 18 nov 2020

Cheiros são gatilhos para emoções. Quem nunca sentiu um aroma específico e se lembrou de algo marcante na vida? Isso acontece porque o olfato está ligado diretamente à parte do nosso cérebro em que a memória está localizada e também onde surgem as emoções. 

Além disso, nossa memória olfativa é mais duradoura do que às relacionadas à audição e à visão. Com a intenção de ajudar o consumidor a entender suas referências olfativas e quais sentimentos elas despertam, uma startup brasileira propõe uma experiência criativa e imersiva aos seus clientes.

Baseada em programação neurolinguística, a Amyi oferece um roteiro sensorial na compra do kit com miniaturas das nove fragrâncias disponíveis da marca. O consumidor inicia com o primeiro frasco e é convidado a responder um quiz para identificar as percepções que a essência desperta, por meio da visão, tato e paladar, relacionando-a a cores, texturas e consistências. 

E a experiência segue com cada um dos perfumes que compõem o kit. Dessa forma, além de entender quais emoções cada cheiro aguça, o cliente ainda descobre qual o agrada mais, podendo adquirir com mais segurança um frasco maior desse perfume específico em uma próxima compra. 

“A ideia de criar a Amyi surgiu da vontade de transformar o Brasil no palco central de criação da mais alta perfumaria”, afirma Luciana Guidi, cofundadora e CMO da startup.

Luciana conta que ela e a sócia, Larissa Mota, a CEO da Amyi, buscaram não apenas inovar na maneira de escolher e comercializar perfumes no Brasil, mas também queriam transformar o mercado em si, auxiliando o consumidor, por meio de conteúdo técnico e amigável, a entender o universo dos cheiros e das rotas olfativas. 

“Nosso desejo é ajudá-lo a descobrir e compreender sua própria biblioteca olfativa, compartilhando suas percepções sobre cada fragrância e quais emoções e sentimentos o acompanham.” 

O kit Amyi é composto por nove fragrâncias criadas por renomados perfumistas

BRASIL COMO REFERÊNCIA CRIATIVA NO SEGMENTO

A Amyi foi fundada em novembro de 2018 pelas empreendedoras, egressas do mercado de bem-estar, que enxergaram essa oportunidade no segmento. Formada em Propaganda e Marketing, Larissa trabalhou em uma das maiores empresas de perfumaria do mundo, a Givaudan, em Nova York.

Esteve também à frente da equipe da categoria deste segmento para a América Latina na Mary Kay.  Já Luciana atuou na área de comunicação e marketing desta mesma companhia. 

Segundo elas, o desejo de elevar o Brasil ao patamar de criador de alta perfumaria e de ser referência nesse segmento, aliado à oportunidade de explorar esse mercado no país, foram os estímulos para o surgimento da empresa. 

“Somos duas mulheres apaixonadas por perfumaria e nosso desejo de transformar esse mercado por meio de inovação real é o que nos move”, diz Luciana. 

“Buscamos levar ao consumidor uma experiência sensorial e educativa que contribua para uma escolha mais verdadeira e consciente, algo totalmente diferente do que existe hoje no segmento.”

“O brasileiro é apaixonado por perfumes e já representa o segundo maior mercado do mundo, mas não é considerado referência criativa no segmento”, continua ela.

“Ao engajar o consumidor a compartilhar suas percepções sobre cada perfume, emoções e sentimentos, somos o primeiro grande hub de consumer insights de inovação e tendência em perfumaria.”

TOTAL LIBERDADE DE CRIAÇÃO PARA OS PERFUMISTAS

Para a criação das fragrâncias, as empreendedoras convidaram três renomados perfumistas brasileiros: Sandra Casagrande, Cleber Bozzi e Samuel Moraes. 

O resultado da escolha dos profissionais não poderia ter sido mais acertado, uma vez que proporcionou ao Brasil uma colocação inédita – a de finalista do prêmio internacional “The Art and Olfaction Awards”, na categoria Perfumaria Independente, com o Amyi VIII, de Samuel Moraes. 

A indicação rendeu ainda um crescimento de 60% nas vendas de maio em relação a abril deste ano.

Elas atribuem o sucesso à liberdade de criação que oferecem aos perfumistas, bem como o acesso aos ingredientes que eles optam por usar. 

No caso do Amyi VIII, Samuel decidiu trabalhar com erva flouve – matéria-prima rara que o perfumista sempre sonhou em usar, mas não conseguia por causa do preço. Na startup, ele recebeu o aval para utilizá-lo. 

Na plataforma exclusiva para os clientes, a Amyi disponibiliza vídeos explicativos dos perfumistas, nos quais eles contam sobre as inspirações que tiveram para o desenvolvimento das fragrâncias e os ingredientes que utilizaram nelas. Há ainda vídeos com dicas sobre perfumaria.

Na experiência, consumidor vai descobrindo as sensações que cada fragrância desperta

INVESTIMENTO DE R$ 1 MILHÃO E PLANOS FUTUROS

Em outubro, a Amyi recebeu uma rodada de investimento-anjo no valor de R$ 1 milhão. As sócias pretendem usar os recursos para trazer lançamentos para o portfólio da startup e incrementar a jornada sensorial e educativa online. 

O investimento foi liderado pelo GVAngels, grupo de investidores-anjo formado por ex-alunos da Fundação Getúlio Vargas. Além do aporte financeiro, as empresas investidas pelo GVAngels recebem acesso ao smart money de executivos C-level e empreendedores que compõem o grupo.

A próxima captação de investimento-semente deve acontecer no primeiro semestre de 2022.

“A experiência Amyi e sua jornada educativa e sensorial é uma ferramenta poderosa que auxilia o consumidor a entender quem ele é e o ajuda a entender e perceber como ele se sente em relação a cheiros, sensações e memórias”, acredita Luciana. 

“Nossa parceria criativa com grandes nomes da perfumaria brasileira e o conteúdo construtivo apresentado na jornada não só apresenta novas rotas olfativas, mas também amplia o conhecimento do consumidor”, afirma a CMO. 

“A soma disso tudo fez com que os investidores enxergassem nossa proposta de valor relevante e o potencial real de um negócio capaz de realizar a transformação a que se propõe.”

O objetivo da Amyi é ambicioso. “Queremos ser a marca brasileira de perfumaria mais reconhecida no mundo e para isso, continuaremos trazendo perfumes inéditos de altíssima qualidade, criados com total liberdade criativa por grandes perfumistas brasileiros, vivenciados em novas jornadas sensoriais e educativas online cada vez mais interativas e dinâmicas.” 


Confira Também: